artLisboa - 5 de Novembro

Das cento e vinte cadeiras vermelhas do Teatro Lanterna Mágica muito poucas ficaram vazias na noite de 5 de Novembro naquele que foi mais um artLisboa. A mensagem vai passando de boca em boca e as pessoas chegando àquele que já começa a ser um espaço pequeno para acolher os que querem desenvolver a arte de ajudar. Cerca de oitenta pessoas compareceram e por umas horas predispuseram-se a escutar... Não ouviram só boa música. Em cada letra escutaram a mensagem de ligações profundas com Deus ou experimentadas por quem as cantou. Nas palavras de quem traz algo de novo pelo trabalho que realiza com os outros escutaram-se valores de evangelização pura numa sociedade aparentemente fechada ao receber, às vezes e apenas, informação. Escutaram-se opiniões, de quem quis participar da plateia, num momento que já é hábito nos artLisboa... neste, falou-se de Integridade.

A abertura não foi excepção e esteve a cargo da Bandart: as vozes melodiosas da Rute e da Inês entregaram-se a Fallin, conhecido tema de Alicia Keys. Acompanhada ao acordeão pelo Ruben, que deu as boas vindas ao público, descendo as escadas da sala até ao palco a tocar no meio das pessoas, oferecendo assim uma proximidade acústica a provar que aquele ia ser um Art que prometia... e cumpriu!
Seguiu-se a cantora Paula Navarro com temas originais, num som muito calmo e cool, música tipicamente portuguesa.
O músico cristão Davan deu continuidade ao Art com temas também originais e cheios de balanço, letras que influenciam a uma relação mais íntima com Deus, pessoal e directa.
Antigamente os contratos verbais contavam mais do que os escritos. Associados à palavra de alguém vêm valores como a confiança, a sinceridade, a verdade... no fundo, sinónimos de integridade. Integridade é ser aquilo que dizemos que somos. No público ouviram-se exemplos do que ainda pode ser integridade nos dias de hoje: quem vai à mercearia e pede fiado, ou seja, quem diz que paga depois, aos que confiam nessa palavra é sinal de que acreditam na integridade do ser humano - Salmos 15:2 "O que vive com integridade, e pratica a justiça, e, de coração, fala a verdade". Esse é um sentimento intrínseco à fé pois a Bíblia também diz em Salmos 25:21 "A integridade e a retidão me protejam, porque em Ti espero", quem é íntegro semeia boas consequências à luz da pureza de espírito para com os que o rodeiam.
A boa onda dos Inmotion contagiou a assistência com um som a puxar ao funk e a lembrar os tão actuais Jamiroquai ou Maroon 5, esta banda (do Gonçalo que integra a equipa do Art) não assumidamente cristã quis dar o seu contributo e animar toda a gente que denotou vontade de abanar o corpinho. E porque quem acredita tem o dever de partilhar com os outros o seu conhecimento acerca da Palavra para que o próximo possua a sabedoria necessária para poder optar pelo seu caminho, um grupo de motards cristãos juntou-se sob a orientação do Pastor Eddie para espalhar a mensagem de Cristo. Os Navigators vieram ao artLisboa falar do seu trabalho junto dos motards nas concentrações e por todo o país. Mandaram fazer uma Bíblia Motard com testemunhos reais de motards e o Novo Testamento com uma linguagem de muito fácil compreensão. Na última concentração de Faro, que é a maior da Europa, distribuíram uma dessas bíblias a cada trinta segundos a quem lá estava. A Bandart findou a noite com mais um tema musical e os habituais agradecimentos de toda uma equipa que se uniu com o objectivo de desenvolver a verdadeira e íntegra arte de ajudar.

Mafalda Ribeiro
12.11.05

0 comment(s):

Post a comment

<< Home